Através da Universidade Corporativa, as empresas desenvolvem e aperfeiçoam seus talentos.
Por Itamara de Mello
As organizações têm investido na educação Corporativa como estratégia para: valorizar, desenvolver e reter talentos tornando-se assim mais competitivas. 

É inegável que a elevação do Capital Intelectual, promove maior produtividade e satisfação dos colaboradores.

Mas o que é uma Universidade Corporativa?

A validade do conhecimento cada vez mais tem prazo reduzido e as empresas não podem mais depender das instituições de ensino para desenvolver seus colaboradores, neste contexto nasceram as Universidades Corporativas, o objetivo destas universidades é controlar o processo continuado de aprendizagem (é um processo educacional onde os participantes ajudam e confiam uns nos outros para atingir às metas e resultados da empresa).

As universidades Corporativas, necessariamente não possuem uma sede própria uma instalação, embora algumas possuam, elas representam o envolvimento da organização e dos funcionários no aprendizado continuo, para desenvolver as melhores práticas, aliadas aos objetivos organizacionais.

A empresa General Eletric na década de 50 já realizava ações voltadas ao desenvolvimento do Capital Intelectual com a criação da primeira Universidade Corporativa, no Brasil a Accor na década de 90 foi à primeira empresa criar uma Universidade Corporativa.

As Universidades Corporativas tem um papel importantíssimo na gestão do conhecimento, elas visam atender as exigências e especificidades do cargo dentro das estratégias traçadas pela organização.

É importante traçar um paralelo das diferenças entre a área de T&D e as Universidades Corporativas, até mesmo para entender os objetivos.

A área de T&D nas organizações, no passado não era vista como uma área estratégica eram áreas/departamentos que possuíam ações pontuais, forçadas por uma demanda, num momento de crise estes departamentos eram deixados em segundo plano.

As organizações que possuem Universidade Corporativa estão criando um futuro, pois prepara o indivíduo para um mercado em constantes mudanças e atuam também na equação; tempo de produzir e tempo de aprender.

A sobrevivência e o sucesso hoje das organizações, estão atrelados em atender de forma rápida as demandas do conhecimento e para isso, é preciso repensar as práticas de educação profissional.

A Universidade Corporativa desenha um novo cenário para desenvolver e reter os talentos.

Fonte: www.administradores.com.br

Deixe uma resposta