Participam da qualificação 110 professores

002_118_119118.jpg

Principal característica do curso é a troca de experiências entre os participantes (Foto: Onofre Brito)

Os professores de Ensino Fundamental do Programa Asas da Florestania dos municípios de Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul estão fazendo sua terceira capacitação neste ano. A carga horária é de 40 horas e participam 110 professores, divididos em três equipes e quatro mediadores da Secretaria de Educação, provenientes de Rio Branco.

O mediador Airton de Mesquita explica que o treinamento consiste em passar determinadas informações sobre as disciplinas, História, Geografia e Língua Espanhola e ainda envolve a participação em duas oficinas: uma para incentivar a criação de textos e leituras e uma oficina de elaboração de projetos e como desenvolvê-los entre os alunos, sempre enfatizando a metodologia do programa. Além disso, a troca de experiências entre os participantes do curso passa mais segurança para o professor, como conta o mediador.

O Programa Asas da Florestania destina-se a levar o Ensino Médio e o Ensino Fundamental a locais de difícil acesso e os professores trabalham com multisséries. Os professores ainda são orientados a se envolver com a comunidade o máximo possível, o que é considerado um dos principais fatores de sucesso do programa, pois através desta interação se pode identificar os problemas comunitários e a escola pode interferir no sentido de melhorar.

Língua Espanhola

O ensino de Língua Espanhola é estratégico e a disciplina vem sendo oferecida desde o início do programa em 2005, informa Airton. “Por uma questão geográfica somos um estado de fronteira com países de Língua Espanhola e hoje temos um contexto de intercâmbio com abertura para o Pacífico, construção de estradas, etc. Oferecendo a Língua Espanhola estamos facilitando este intercâmbio”, disse.

Quanto ao currículo, o mesmo conteúdo que se estuda na Foz do Breu – segundo Airton – se estuda em Rio Branco e com a mesma qualidade, mas a forma de trabalhar é diferente, por isto a coordenação do curso insiste tanto em formações, possibilitando assim que mesmo o aluno estando distante receba um ensino de qualidade.

Fonte: www.agencia.ac.gov.br

Categorias: -

Deixe uma resposta