Manter novos profissionais sob orientação de colaboradores mais antigos acelera o aprendizado

Quando se fala em investimento no desenvolvimento de funcionários, geralmente a primeira lembrança está relacionada aos programas de treinamento. Contudo, somente o treinamento técnico pode não ser suficiente para que sua equipe desenvolva as habilidades necessárias para superar os desafios que sua empresa enfrenta.

É nesse contexto que a técnica de mentoring vem crescendo e se difundindo rapidamente no meio empresarial como uma forma de complementar a educação tradicional oferecida nas faculdades e que, em alguns casos, é insuficiente para a atuação do novo profissional. Por isso, o mentoring é uma técnica baseada em tutores, pessoas mais experientes com o objetivo de repassar suas vivências em uma determinada área e apontar os melhores caminhos.

Uma dica interessante é que o mentoring pode ajudar a desenvolver as habilidades interpessoais. Como esse processo trabalha o comportamento das pessoas, ele é capaz de identificar em que o profissional está errando com sua equipe e como pode reverter essa situação, além de orientá-lo sobre como se posicionar em determinadas situações.

Seguir algumas regras reduz chances de fracasso

É importante lembrar que mentoramento é um suplemento ao treinamento, não uma substituição. Invista em novas formas de desenvolvimento para seus colaboradores, e o resultado será uma equipe mais motivada e produtiva.

Para que sua empresa possa implementar um programa de mentoring que realmente tenha efeitos práticos nos negócios o consultor empresarial Gilberto Porto aponta os principais itens aos quais você deve ficar atento. São recomendações básicas apresentadas no quadro ao lado e que, ignoradas, normalmente se refletem em fracasso da iniciativa.

Fonte: Correio Braziliense

Categorias: -

Deixe uma resposta