Profissionais da Vigilância em Saúde Ambiental, fiscais sanitários estaduais e municipais serão capacitados para monitorar a qualidade da água para o consumo humano e os procedimentos de coleta de amostras de água para análise laboratorial. O treinamento será gerenciado pelo Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental, da Secretaria Estadual de Saúde de Roraima (Sesau). O curso será realizado na Universidade Virtual de Roraima (Univirr), a partir de segunda-feira, 19, e segue até sexta-feira, 23, durante todo o dia.

Foram convidados doze fiscais sanitários estaduais, quatro técnicos do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental, oito fiscais sanitários do município de Boa Vista e dois fiscais sanitários de cada município do interior do Estado.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental, Celeste Gama, a capacitação será fundamental para o avanço das ações do Estado relacionadas ao controle da água limpa para o consumo humano.

“O treinamento vai possibilitar uma otimização no monitoramento da água, em especial, dentro das ações do ‘Vigiágua’, um programa que fiscaliza a qualidade da água usada em piscinas, hospitais, escolas e outros estabelecimentos, além da água comercializada para o consumo humano”, reforçou Celeste.

Os fiscais sanitários do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental coleta a amostra de água e envia para ser analisada pelo Laboratório Central de Roraima (Lacen). Após estudo, o laboratório libera o relatório constando o índice de contaminação daquele local investigado.

Portaria
Conforme Celeste, a preparação desses profissionais possibilitará que os municípios adotem a Portaria do Ministério da Saúde (MS) nº 518/2004 – que estabelece a quem fornece água a cidade a responsabilidade de tratá-la e a atribui a fiscalização aos órgãos de vigilâncias locais – antes exercido apenas pelo Estado.

“A Portaria é um instrumento a ser utilizado pelas vigilâncias da qualidade da água para consumo humano dos estados e dos municípios, bem como pelos prestadores de serviço, tanto de sistemas de abastecimento de água como de soluções alternativas. Esse mecanismo constitui a importante ação para o efetivo exercício da vigilância e do controle da qualidade da água para o consumo humano, e assim garantir a prevenção de inúmeras doenças e a promoção da saúde da população”, esclareceu Celeste

Programação

A abertura do evento será às 8h e encerra somente às 18horas, com um intervalo para o almoço. Ao decorrer do curso haverá palestras sobre o papel da Vigilância em Saúde no monitoramento da qualidade da água para o consumo humano, o ciclo da água na natureza, contaminação de doenças por meio da água e o funcionamento do sistema de abastecimento de água nas cidades.

Haverá aulas práticas sobre a coleta de amostras em poços, torneiras e reservatórios de água mananciais durante visita técnica no Sistema de Abastecimento de Água da Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer), agendada para o último dia do curso.

A Coordenação Estadual de Vigilância em Saúde Ambiental foi criada em 2005 e trabalha para o controle da Água para consumo humano, estudo de populações expostas a solo contaminado, vigilância da qualidade do ar, desastres naturais, acidentes com produtos perigosos, contaminantes ambientais, fatores físicos tais como exposição às radiações não-ionizantes e ambiente de trabalho.

Fonte: http://www.bvnews.com.br

Categorias: -

Deixe uma resposta