O programa “Inclusão Rural Digital” – implantado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) em Santa Catarina, órgão ligado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc) – atingirá 16.000 alunos em 2010, organizados em 1.600 turmas de dez participantes cada. O objetivo é levar a informática ao campo com o compromisso de oportunizar aos produtores e trabalhadores rurais o acesso às tecnologias e informações para aumentar a eficiência e a competitividade da agricultura familiar e da agricultura comercial, informa o presidente do sistema Faesc/Senar, José Zeferino Pedrozo.

O programa absorverá recursos da ordem de 2 milhões de reais e envolve o Senar, a Faesc, a Confederação Nacional da Agricultura e os Sindicatos rurais, salienta o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi. Os treinamentos serão ministrados em 40 telessalas espalhadas em todas as regiões do território catarinense, sendo 20 telessalas dos Sindicatos Rurais e outras 20 das comunidades.

O programa oportuniza acesso às tecnologias de informação e comunicação, visando obter eficiência na propriedade rural e melhoria na qualidade de vida. Outro objetivo é integrar o homem do campo com o mundo das informações por meio do acesso ao Canal do Produtor (www.canaldoprodutor.com.br).

O público-alvo do programa é formado por produtores e trabalhadores rurais e seus familiares sem conhecimento de informática. “Este público precisa ter informação em tempo real para se tornar mais eficiente em sua propriedade. Uma inserção mais agressiva no mercado e um resultado comercial mais rentável são alguns dos efeitos esperados”, expõe Pedrozo.

Evolução

O Senar e a Faesc aperfeiçoaram o programa para 2010 e fortaleceram o status de formação profissional rural, incluindo um treinamento adicional de 16 horas em informática básica. Assim, ficam estabelecidos dois módulos: o treinamento em Inclusão Digital com duração de 16 horas e o treinamento em Informátivca Básica, com mais 16 horas. As turmas de dez participantes farão um e, depois, programarão o outro. Aqueles já familiarizados com o computador poderão fazer, diretamente, o curso de informática básica.

O conteúdo do primeiro módulo inclui introdução à informática, como utilizar o computador e seus periféricos, introdução aos aplicativos BrOffice, Internet e navegação na web. Será utilizado o sistema operacional Ubuntu. O segundo módulo contemplará o emprego avançado de recursos de processamento eletrônico de dados.

Foram programadas 1.600 turmas para 2010 em razão da atual demanda.  Na fase-piloto, em 2009, realizaram-se 30 treinamentos: foram formadas duas turmas em Braço do Norte, duas em Campos Novos, quatro em Itaiopólis, 19 em São Domingos e três em São José do Cedro. Em cada uma dessas cidades, o Sindicato Rural recebeu 10 computadores, mesas e cadeiras.

Fonte:  www.suinoculturaindustrial.com.br

Categorias: -

Deixe uma resposta