AIROA Associação Industrial da Região Oeste (AIRO) e a Universidade Fernando Pessoa (UFP) assinaram um protocolo na passada quarta-feira, na Expoeste, nas Caldas da Rainha.

É objectivo desta cooperação “promover e elevar o nível de competências profissionais, a investigação e a inovação em ambiente empresarial”.

A AIRO e os seus associados defendem que “a educação e a formação especializada são o melhor meio de garantir a eficiência, a produtividade e a competitividade das instituições. Investir nos recursos humanos, proporcionando oportunidades de qualificação e especialização, é uma maneira inteligente de assegurar a adesão de todos os colaboradores aos valores da instituição”.

No entender, da AIRO, “a Universidade Fernando Pessoa, como instituição de ensino superior, possui as competências necessárias para conceber planos de formação devidamente adaptados ao perfil dos destinatários e aos objectivos estratégicos e especificidades dos sectores de actividade onde se inserem os associados da AIRO”.

Para a concretização da cooperação foi pensado o modelo de Universidade Corporativa. Analisadas as necessidades da região e a acção impulsionadora de desenvolvimento regional que este Projecto poderá significar, foram enquadradas as áreas de investigação que constituirão a oferta formativa da Universidade Corporativa UC-UFP/AIRO.

Para a concretização do Projecto Doutoramentos Financiados em Ambiente Empresarial, foram estabelecidas as seguintes fases: Estabelecer as prioridades de investigação, tendo em vista o seu contributo para o desenvolvimento da região Oeste; Definir as áreas de conhecimento sobre as quais irá ser promovida a oferta formativa; Seleccionar as empresas que eventualmente poderão estar receptivas e disponíveis para colaborar neste Projecto; Seleccionar os especialistas a afectar a cada área de investigação que irão ser os interlocutores local e constituir o suporte para a concretização de cada projecto de investigação; Abordar as empresas seleccionadas para o Projecto, formalizando o convite à sua cooperação e envolvimento no Projecto; Agendar uma reunião das empresas seleccionadas com os membros deste grupo de trabalho, a fim de proceder aos esclarecimentos necessários à sua aceitação e motivação para o Projecto. Estabelecer com essas empresas o Plano de Acções a desenvolver no âmbito desta oferta formativa (doutoramentos financiados pela Fundação Ciência e Tecnologia).

Foram fixadas as áreas de investigação, tendo em vista a implementação de programas de doutoramento. Turismo – Marketing das Cidades é uma delas. “Atendendo às iniciativas locais e regionais no âmbito do turismo que têm vindo a ser desenvolvidas pelas entidades da área abrangida pelo Projecto e detectadas algumas das lacunas existentes, foi constatada a necessidade duma investigação mais profunda nesta área, de modo a permitir a implementação de acções mais coerentes e inovadoras”, referem os promotores.

Termalismo/Saúde e Bem-estar é outra das áreas. “Atendendo à vocação histórica da região das Caldas da Rainha para o termalismo e a necessidade de impulsionar as actividades que integrem o termalismo como factor decisivo para a saúde e bem-estar social, foi considerado oportuno definir como prioritária esta área de investigação”, descrevem.

Outras áreas são a Indústria Cerâmica – “analisado o tecido empresarial que desenvolve actividade nesta indústria na região Oeste e constatado seu progressivo declínio” – e a Indústria Alimentar – “face à relevância desta actividade na região, foi considerado oportuno integrar a indústria alimentar neste Programa de Doutoramentos financiados pela FCT”.

A par das áreas globais apresentadas serão abrangidas outras áreas que se verifiquem potenciadoras de conhecimento e para o desenvolvimento económico-social da Região Oeste.

Assinaram o protocolo Salvato Trigo, reitor da UFP, e Ana Maria Pacheco, presidente da AIRO.

Almerindo Almeida, director da AIRO, descreveu que “o objectivo é produzir conhecimento dentro das organizações”, avançando que existem já pré-inscrições para as formações poderem arrancar ainda este ano.

Fonte: www.jornaldascaldas.com

Categorias: -

Deixe uma resposta