Tecnologia: Treinamento para criar aplicativosCom a ampliação do volume de apps, Nokia que quer atrair o interesse dos usuários que hoje são adeptos do Android (Reprodução/Theverge.com)

A Divus Tecnologia e a Nokia iniciam no próximo dia 16 a primeira turma do curso “Desenvolvimento de Aplicativos para Windows Phone”, que vai ensinar os participantes a criar soluções móveis para Windows Phone 7 e Windows Phone 8.

Segundo o diretor executivo da Divus Tecnologia, Juci Frank Rodrigues, para essa primeira turma são oferecidas 20 vagas. O treinamento se estende até o dia 24 de maio, com 28 horas de duração, mas contempla também oito horas de acompanhamento ao desenvolvedor para a sua primeira publicação de aplicativo na Windows Phone Store.

Os instrutores são profissionais especialistas que trabalham no Instituto Nokia de Tecnologia (INdT). Para se inscrever, o aluno precisa ter experiência em programação em qualquer linguagem ou estar cursando a partir do quarto período da faculdade em cursos da área de Tecnologia da Informação (TI).

“Os recentes lançamentos de aparelhos celulares da Nokia estão impulsionando a plataforma da Microsoft, gerando um forte concorrente no mercado Os desenvolvedores precisam aproveitar este momento de crescimento do mercado mundial de smartphones”, diz o diretor.

A taxa cobrada pelas instituições é de R$ 250 (à vista) ou R$ 300, para quem for parcelar em três vezes no cartão. De acordo com Juci Frank, um curso de desenvolvimento de soluções para smartphones, como esse criado pela Nokia e pela Divus, custa R$ 1.500 no mercado, em média. Ele explica que o preço estipulado para essa primeira turma se tornou mais acessível porque a fabricante de celulares está subsidiando a maior parte do treinamento.

“O aluno também aprenderá como monetizar seu aplicativo podendo ganhar dinheiro com os apps desenvolvidos”, afirma.

A ementa do curso é composta por 11 temas, dentre os quais estão: ciclo de vida de um aplicativo, câmera, GPS, componentes silverlight e ligação telefônica.

Reprodução/Theverge.comCom a ampliação do volume de apps, Nokia quer atrair o interesse dos usuários que hoje são adeptos do Android

Tentativa de recuperação

Os novos aparelhos lançados com Windows Phone 8 são a aposta da Nokia para recuperar sua posição de prestígio no mercado de smartphones. De acordo com levantamento da consultoria Gartner, a marca finlandesa encerrou 2012 com apenas 8,7% de participação no segmento brasileiro de smartphones. Para se ter ideia do tamanho do “tombo” que a Nokia levou no mercado, há três anos esse porcentual era de aproximadamente 50% (2010).

Enquanto as vendas da finlandesa sucumbiram, a participação da Samsung cresceu de forma expressiva. A sul-coreana é hoje a líder no mercado brasileiro de smartphones. A participação da empresa subiu de 9,6% em 2010 para 42,4% em 2012. A LG aparece em segundo lugar, com 13,3%, e a Apple, em terceiro, com 9,1%.

Em fevereiro deste ano, durante o lançamento do Lumia 920 no Brasil, o presidente da Nokia no País, Almir Narcizo, mostrou otimismo com a recuperação das vendas e cutucou as concorrentes: “Cuidado, Apple. Cuidado, Samsung”.

Fim dos antigões

Dados divulgados recentemente pela consultoria IDC mostram que a venda dos celulares mais simples (os chamados feature phones) foi superada pela venda de smartphones no Brasil, pela primeira vez. No primeiro trimestre deste ano, do total de 418,6 milhões de celulares entregues pelas fábricas, 51,6% eram smartphones, que são os aparelhos dotados de plataformas que permitem baixar apps.

Fonte: http://acritica.uol.com.br/


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *