Livro defende a gestão integrada como modelo eficaz para atingir a Qualidade Total. Lançamento da Qualitymark Editora apresenta solução empresarial para a competitividade

Gestão Integrada do Negócio chega ao mercado possibilitando melhores resultados nas empresas por meio de uma força de trabalho integrada, motivada e comprometida com os objetivos do negócio e a satisfação dos clientes – isso tudo aliada a uma conscientização socioambiental.

Os autores, José Aristides Marcondes de Moura e Heitor Chagas de Oliveira, apresentam o conteúdo de forma didática e com uma linguagem simples. Eles registram suas experiências profissionais, alinhando aos principais conceitos, que influenciam a maneira de administrar um negócio, frente as transformações nas relações das empresas com seus clientes, fornecedores, empregados, acionistas e comunidade, que a  Qualidade Total promoveu.

Esse modelo de gestão integrada propõe desprender as organizações das divisões “feudais” – uma área não se comunica com a outra, e um funcionário, além de não saber o que o outro departamento faz, não entende como o seu trabalho influencia o do outro. Ao romper com esse sistema antigo, a empresa gera uma interatividade e conectividade entre todos os seus públicos (interno e externo), conquistando bons resultados financeiros e, principalmente, a satisfação de todos os envolvidos.

Uma vez que a organização sabe qual é o seu negócio, onde está, para onde quer ir e como farão isso; assim como, quando o público interno dela se compromete com a missão, a visão estratégica, os valores, bem como com as metas e seus objetivos, ela se torna mais competitiva no mercado.

Dados Técnicos:

 

Formato: 14x21cm

Número de Páginas: 112

Preço de capa: R$ 24,90

Peso: 0,160

ISBN: 978-85-414-0043-5

Sobre o autor:

 

José Aristides Marcondes de Moura e Heitor Chagas de Oliveira trabalharam juntos quatro vezes: Moura transferiu-se de São Paulo, onde trabalhava na área de Relações Industriais da FORD, para o Rio de Janeiro, onde foi trabalhar como Gerente Geral de RH do Grupo Financeiro Ipiranga. Foi o primeiro encontro. Heitor vinha do Banco Lar Chase.

Depois, Moura voltou a São Paulo, para o grupo Matarazzo. Heitor foi para a REDEP, do Grupo VALE, como Técnico de RH. Lá fez os estudos de dimensionamento de pessoal do Projeto ALBRÁS.

Completado o ProjetoAlbras, Heitor foi parar na Petroquisa. Entre os desafios da empresa havia o projeto do III Polo Petroquímico. Era necessário estudo análogo ao da Albrás.

Na hora da admissão, a entrevista com o futuro Gerente. Era o Moura.

A coincidência festejada também durou pouco: convite irrecusável da Xerox do Brasil levou Moura para ser Diretor Executivo de Recursos Humanos.

Heitor, pouco depois, também convidado, foi trabalhar com Hélio Beltrão na presidência do Grupo Ultra.

Novo encontro foi quando Moura convidou Heitor para sua equipe de RH da Xerox, onde este reencontrou colegas do Banco Lar/Chase, do Grupo Financeiro Ipiranga e Frederico Guimarães, que havia sucedido Moura na Petroquisa. Foi a terceira vez.

Passaram-se anos desde que Heitor deixara a Xerox para trabalhar com o Ministro da Desburocratização Hélio Beltrão.

Na última experiência profissional dos dois, Moura era o VP Executivo da Xerox do Brasil para RH e Relações Externas, e Heitor voltou para ser o Diretor de Assuntos Corporativos.

Uma característica desta dupla: a diferença existencial entre eles. Moura, após algumas mudanças, passou a maior parte da vida na Xerox. Heitor, atendendo a convites importantes, chegou a vivenciar realidades organizacionais no setor privado, em estatais e na Administração Federal.

 

Categorias: -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *