Olá amigos leitores do meu blog, como vão?

Quem vem me acompanhando sabe que advogo à causa da capacitação constante da linha de frente dos negócios. Colaboradores que tem contato direto com os clientes devem ser capazes de garantir o sucesso do atendimento, driblar eventuais atritos e conquistar novos clientes através de indicações. Vejam esta reportagem publicada no site http://carros.ig.com.br/, voltaremos à conversar.

Um fenômeno tem incomodado as marcas de automóveis. Assim como num casal que não vê mais nada em comum com o passar do tempo, os donos de carros andam cada vez mais volúveis. E não é para menos. Se antes, com poucos modelos, o consumidor se agarrava a um automóvel ou marca, hoje com centenas de possibilidades no mercado está difícil segurá-lo.

Além de surpreendê-lo a cada novidade lançada, as montadoras também precisam fisgá-lo por outro ‘anzol’, a satisfação com o pós-venda. É esse trabalho que pode fazer diferença quando seu cliente começa a olhar para a concessionária vizinha.

Ao menos duas grandes empresas se movimentam nessa direção e mostraram na semana passada o que tem feito para tratar melhor a clientela, a Audi e o grupo CAOA, que é responsável pelos modelos importados da Hyundai.

Oficina com cara de loja

Com um histórico um tanto turbulento no passado, a CAOA tem mudado sua relação com os clientes. A empresa investiu em lojas modelo da Hyundai e agora inova com uma oficina ‘premium’ localizada em São Paulo.

Com 10 mil metros quadrados, a oficina é capaz de atender até 3 mil veículos por mês. OS carros são recebidos numa ala extremamente limpa que não encontra paralelos em áreas semelhantes, geralmente no mesmo prédio onde está o show room da marca – aliás, ali não se vende carro algum.

Há uma área para o serviço rápido no térreo em que se vêem do lado de fora os veículos por imensas janelas de vidro. Trabalhos mais demorados são realizados no piso inferior que conta até com um imenso tanque para reciclagem de lubrificantes.

Excelente! Ambiente diferenciado é fundamental em tempos de cliente ressabiado, mas fica uma pergunta: quem vai garantir o sucesso de todo este investimento?

Ambientes premium precisam contar com equipe premium, a Disney não nos deixa mentir! Somente uma minuciosa preparação, com método correto, avaliação de performance e muito treino serão capazes de fazer vingar um projeto deste porte. Uma linha de frente preparada reverte clientes em evangelizadores. E é de evangelizadores que precisamos.

E você? torna seus colaboradores capazes de complementar seu ambiente premium? 

Sucesso!

Claudio Moreira


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *