Hoje, existem 700 mil vagas disponíveis no mercado e 600 mil profissionais contratados, ou seja, um déficit de 100 mil especialistas

Por: Felipe Palma*

A indústria de TI brasileira deve crescer 12,2% em 2012, superando US$ 97 bilhões, de acordo com a consultoria IDC. Este crescimento representa um espaço de destaque no cenário global, sendo hoje o 8° maior mercado de tecnologia da informação do mundo. Estes números são positivos e animadores, se não fosse um detalhe: a carência de profissionais qualificados, o velho conhecido apagão de mão de obra em TI.

Hoje, existem 700 mil vagas disponíveis no mercado e 600 mil profissionais contratados, ou seja, um déficit de 100 mil especialistas. A estimativa é que em 2013 faltem 200 mil profissionais, de acordo com o Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (C.E.S.A.R).

Isso pode, no entanto, ser um problema. Muitas empresas não acham importante investir em um dos seus principais patrimônios, os colaboradores e insistem em buscar este profissional que não encontrará no mercado, o que limita sua atuação e a conquista de novos clientes. Os empresários precisam entender que capacitação de funcionário não é um gasto e sim investimento no seu próprio negócio.

Esta baixa qualificação foi comprovada na mesma pesquisa do C.E.S.A.R, na qual 48,2% das empresasentrevistadas afirmaram que o perfil dos profissionais disponíveis no mercado é razoável; a mesma porcentagem das empresas avaliou os profissionais como ruins, afirmando que tem grandes dificuldades para recrutar trabalhadores. Somente 3,6% das empresas consideram o profissional disponível no mercado como ótimo.

Para crescer as empresas precisam aumentar seus quadros de funcionários. A alternativa tem sido contratar o profissional com o mínimo de conhecimento e manda-lo para treinamento.

Neste cenário entram os centros de treinamentos espalhados em todo Brasil. Eles recebem turmas fechadas das empresas, que passam por capacitação e levam eficiência para os processos na área de TI.  São esses centros de treinamento que ajudam a diminuir esta carência de profissionais capacitados. Mas uma questão ainda precisa ser debatida no que diz respeito a qualificação: a viabilidade de enviar os funcionários para estes treinamentos.

Os centros de capacitação são sediados geralmente em grandes centros, o que pode ser um impeditivo para esta especialização. Nós pensamos nesta questão ao criar o Centro de Treinamento em TI da Atlantic Solutions, em Barueri.

Com nosso know how de anos trabalhando como empresa de consultoria especializada em tecnologia, nosso Centro de Treinamento tem capacidade de treinar com eficiência e rapidez 250 alunos por mês, ou 3 mil por ano.

Contando com os selos ISV Gold Partner Oracle e Oracle Approved Education Center (OAEC), ambos concedidos pela Oracle e que comprovam a qualidade dos treinamentos conseguimos atender não só grandes empresas de tecnologias sediadas em Barueri nos segmentos financeiro, cartões de crédito, operadoras de saúde, contact center, entre outras, que utilizam tecnologia de forma intensiva, mas também de Campinas, Cotia, Jandira, Jundiaí, Osasco, Santana de Parnaíba e Sorocaba.

O Centro de Treinamento da Atlantic Solutions está instalado na torre comercial iTower, anexa ao Shopping Iguatemi, com todas as facilidades como estacionamento e praça de alimentação. As salas de treinamento são equipadas com tecnologia de ponta e suporte em tempo integral.

*O autor é CEO da Atlantic Solutions, empresa que atua na área de consultoria e desenvolvimento de Software

Fonte: http://www.panoramabrasil.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *