Olá amigos leitores do meu blog, como vão?

Estar em campo com equipes de linha de frente é muito prazeroso, os colaboradores que mantém contato direto com os clientes, seja vendendo, seja atendendo (que no frigir dos ovos é vender também), tem uma energia especial, são dinâmicos, positivamente questionadores e, claro, “desconfiados” (com aspas, por favor), quanto são convocados para uma sessão de capacitação ou programa de treinamento.

A formação é essencial para o sucesso de uma organização e é uma grande ferramenta para o desenvolvimento de todo o potencial de cada colaborador. Para que o programa seja benéfico e entregue resultados duradouros, deve ser executado tendo sempre em mente o perfil dos participantes. Quando você for contratar uma capacitação da equipe de vendas ou atendimento, é importante considerar as características específicas desta turma inquieta e vibrante. Veja algumas dicas para gerar o resultado esperado:

Mostre a recompensa

Vendedores vivem de conseguir novos prospects e clientes, profissionais de atendimento desejam ardentemente que todas as interações como seus cliente seja tranquila e renda elogios e satisfação. O tempo dedicado à formação provavelmente, não será entusiasticamente recebido por um grupo se este comparar o tempo na sala de aula com dinheiro perdido ou falta de praticidade, por esta razão, o programa deve conter conteúdo diretamente relacionado à sua capacidade de fazer mais vendas ou de atender melhor seus clientes. Tudo mais, estatísticas, curiosidades, etc… só terão valor se compuserem um pacote de aplicação prática. Abuse dos exercícios que dão oportunidade de alcançar resultados melhores imediatamente após o término do treinamento.

Mostre que seu contratado já esteve do outro lado do balcão

Um bom Facilitador é plenamente capaz de conduzir a aprendizagem de forma eficiente porém sem exemplos práticos é muito difícil estabelecer rapidamente a credibilidade necessária para prender a atenção do grupo. Mostre que o profissional que você contratou “gastou sola de sapato” e adquiriu conhecimentos a partir da experiência profissional. Ele deve misturar no caldeirão outros exemplos e vivências e lembrar-se que no dia seguinte, o desafio de atender bem e conquistar clientes estará à espera de todos. O jogo é para valer!

Busque vibração, competição, praticidade

Muitos de nós temos a imagem da sala de aula meramente expositiva como modelo de entrega de conhecimentos, o que acaba gerando algum estranhamento com um Facilitador ou Palestrante propõe um formato mais lúdico onde, ao invés de massacrar os participantes com conteúdo, trabalha-se tópicos de forma mais prática. Adultos aprendem melhor quando são convidados à ação. Deixe sua equipe vibrar em sala, é bem salutar, mas garante que os conceitos-chave sejam apreendidos por todos.

Os participantes precisam estar ativamente engajados, busque um profissional com perfil de vencedor mas não esqueça de dar todo apoio na comunicação e “venda” do projeto para a equipe. Todos devem chegar em sala dispostos à dar o melhor de si e sair de lá com novas formas de atingir resultados notáveis.

E você? Como tem sido sua experiência na hora de contratar programas de capacitação para sua linha de frente? Compartilhe sua vivência conosco!

Sds

Claudio Moreira

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *