As aulas são dadas no auditório do Estádio Rei Pelé e têm como objetivo aquecer o esporte na capital alagoana

Começa em Maceió o curso da Universidade Corporativa para treinadores de voleibolA aula inicial foi dada pelo prof. Josenildo Carvalho

A Universidade Corporativa do Voleibol (UCV), da Confederação Brasileira de Voleibol, em parceria com a Federação Alagoana e a Secretaria de Estado Adjunta do Esporte, iniciou nesta terça-feira (9) o Curso de Treinadores Nível I, da Escola de Treinadores da UCV. As aulas são dadas no auditório do Estádio Rei Pelé e têm como objetivo aquecer o esporte na capital alagoana.

O curso está dividido em dois estágios. O primeiro, de 9 a 15 de outubro, é aberto a professores de Educação Física de todo o Brasil. O segundo, de 16 a 22, aos mesmos profissionais, só que exclusivamente do Estado de Alagoas. A carga horária é de 56 horas.

“Esse curso de nível I é a base da estrutura, que visa a aprendizagem do voleibol. O público-alvo são os professores de Educação Física. Trataremos dos fundamentos básicos, que depois serão trabalhados com crianças de 8 a 12 anos”, informou o professor Josenildo Carvalho, diretor do curso.

Nas aulas teóricas, são abordados assuntos como a história do voleibol nacional, o crescimento e desenvolvimento do esporte, treinamento e preparação física, além dos fundamentos. Nas aulas práticas, a aprendizagem do voleibol, que é dividida em quatro estágios. O professor José Caetano Veras, de Alagoas, é o instrutor do curso, que tem o professor Hugo Gustavo Franco Sant’Ana como convidado, falando sobre o desenvolvimento motor.

“Depois das Olimpíadas de Londres, o Brasil passou a ser o país do voleibol, porque foi lá que conquistamos o maior número de medalhas com essa modalidade esportiva”, afirmou a secretária de Estado Adjunta do Esporte, Vânia Quintela, ao falar da importância desse curso de treinadores. Segundo ela, é na escola que começa tudo e os professores de Educação Física têm que ser capacitados, porque são os multiplicadores nas escolas e, “consequentemente como técnicos de equipes nos jogos escolares é onde se descobrem os nossos talentos”, explicou.

Vânia lembrou que dentro das políticas públicas de governo, a secretaria vem procurando capacitar as diversas modalidades esportivas, “a exemplo do atletismo, que já realizamos, onde os dois melhores alunos vão ser nossos monitores e ganharão um abatimento nas mensalidades da faculdade”, informou a secretária.

A Universidade Corporativa do Voleibol foi concebida para educar, treinar, formar e qualificar profissionais, disponibilizando o conhecimento da cadeia produtiva do esporte de forma organizada e padronizada, para atuarem nas organizações esportivas, federações, clubes, entre outros. A missão é capacitar recursos humanos como agentes transformadores no desenvolvimento contínuo e sustentável do voleibol brasileiro. Sua visão é ser referência na formação de profissionais para o voleibol.

Fonte: http://www.extralagoas.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *