Comunicação eficaz não é possível sem compromisso.

Por G. Riley Mills*

7 Segredos para Engajar uma AudiênciaEnvolver o público de negócios de hoje pode ser difícil. Considere que o período de atenção do trabalhador médio dura apenas cerca de três minutos e que, passado este período eles sentem o impulso de pôr de lado o que estão fazendo e começar uma nova atividade, de acordo com a Gloria Mark, uma professora de informática da Universidade da Califórnia, em Irvine. Um estudo da Universidade de Indiana revelou que o adulto médio escuta de forma eficaz apenas cerca de 15 a 20 minutos antes que sua mente comece a vagar. Não deveria ser surpresa, então, que 91 por cento dos profissionais de negócios admitem sonhar acordados durante as reuniões que frequentam e 39 por cento confessou adormecer, de acordo com o ​​estudo “Reuniões na América”  realizado pela MCI.

Aqui está o ponto: Para treinadores e apresentadores, ou qualquer comunicação de uma mensagem para outras pessoas, a carga de engajamento está sempre com o palestrante. Não é tarefa do seu público ser cooptado ou convencido, você é que tem que convencê-los. Então, com isso em mente, aqui estão sete maneiras infalíveis para capturar (e manter) a atenção do público:

  1. Defina seu objetivo (e escolha uma intenção). Você deve sempre ter um objetivo com a sua comunicação, algo que você quer de seu público. Uma vez que você tem um objetivo, tem de emparelhá-lo com uma intenção (um verbo) que irá colorir a sua entrega e ajudá-lo a alcançar esse objetivo. Depois de identificar a intenção apropriada (isto é, para excitar, persuadir, ou se envolver), a sua voz, gestos e linguagem corporal, então, devem apoiá-lo. Você deve ser capaz de completar a seguinte frase com qualquer mensagem que utilizar: “Eu quero o meu __________ público, por isso o meu público vai ___________________.” (Por exemplo, um treinador pode querer capacitar membros de sua equipe com os novos procedimentos, para que possam ser mais eficiente e produtivos em seu trabalho .)
  2. Criar uma interrupção de padrão. A maioria das reuniões ou apresentações duram mais do que 15 a 20 minutos, é importante durante essas reuniões ou apresentações mudar as coisas com freqüência, criando o que se chama de interrupção de padrão. Exemplos de interrupções de padrão incluem perguntas, incorporando a atividade física, mudando o tom de voz, ou mesmo dividindo o grupo em pares ou em grupos menores. Ao usar uma interrupção de padrão, você mantem seu público envolvido ativamente e obtém mais tempo para a plena participação.
  3. Entoe um diálogo (não um monólogo). Tente fazer da entrega da sua mensagem uma experiência interativa com o público, em vez de uma comunicação de mão única (com você abordando tudo o que falar). Pense em cada treinamento ou apresentação como uma experiência interativa, tanto quanto possível: solicite feedback com frequência, faça perguntas por toda parte, e aproveite os vários intervalos para confirmar a compreensão e garantir que seus pontos estão sendo compreendidos.
  4. Destaque o benefício. “O que há de bom para mim?” Isto é o que cada público pensa no início de seu treinamento ou apresentação. O público sempre estará procurando um benefício tangível que possa proporcionar a eles a mensagem que você está entregando, por isso não se acanhe em afirmar detalhes concretos e específicos sobre como o seu programa ou plano poderia ter um efeito positivo sobre a produtividade ou a botton line . Como é que vai economizar tempo, economizar dinheiro, ou fazer o seu trabalho ou vida mais fácil? Exponha claramente o benefício que você está fornecendo para aqueles que lhe darão o seu tempo e atenção.
  5. Crie um gancho desde o início. Como Lyndon Johnson disse uma vez sobre o público: “Se eles estão com você na decolagem, eles estarão com você no desembarque.” Por isso, encontre uma maneira de capturar a atenção do público nos primeiros 30 segundos, com uma afirmação provocativa, uma pergunta instigante, ou uma anedota relevante que configure o tema ou a matéria que você está planejando para discutir. Também pode ser útil utilizar um “teaser”, como uma pergunta que você não respondeu imediatamente ou “provocando” um tema que será detalhado mais tarde, em sua apresentação. Reter certos fatos ou informações fará o suspense com o seu público e mantem-os com você do início ao fim.
  6. Pausa para o efeito. Nós pensamos em um ritmo muito mais rápido do que a nossa língua atua, por isso é importante abrandar conscientemente o seu ritmo ao falar para uma platéia. Isso é algo que nem sempre é fácil de fazer quando a adrenalina começa a fluir. É preciso concentração e foco, mas certifique-se de abrandar o seu ritmo de falar assim suas palavras têm um impacto maior para o seu público. Lembre-se, na maioria dos casos, eles estão ouvindo essas informações pela primeira vez, por isso eles precisam ouvir e considerar o que você está dizendo. Como instrutor ou apresentador, não tenha medo do silêncio, pausas em pontos específicos garantem que a informação que você está fornecendo “casa” com o seu público.
  7. Seja conciso. De acordo com o Conselho Nacional de Estatística, as pessoas no ambiente de negócios dos dias de hoje gastam uma média de 37 por cento de sua semana de trabalho em reuniões e apresentações. Estamos todos ocupados com atolamento, horários embaralhados e cargas de trabalho pesadas. Devido a isso, certifique-se de que sua mensagem é rápida e direta ao ponto. Mantenha a sua agenda e termine dentro do prazo estipulado que lhe foi dado para a formação específica ou apresentação. Os benefícios são duplos: não só sinaliza para seu cliente ou chefe que você vai respeitar o seu tempo e inteligência, como também ajuda o público a, mais facilmente manter seus pontos mais importantes, sem se atolar em detalhes irrelevantes.

Como qualquer encarregado de entregar uma mensagem para outros, você precisa penetrar a mente do seu público para obter impacto sobre eles. Enquanto estiver facilitando uma reunião, oferecendo feedback, ou liderando uma sessão de treinamento, obter compromisso, ou seja, garantir que seu público esteja em estado de atenção e disposto a engajar uma comunicação eficaz é possível. Não importa quem você é ou o tema que você está discutindo, se a seta que é a sua mensagem não atingiu seu alvo, você terá ficado aquém da marca como um comunicador. Portanto, não confie em seus dados ou recursos visuais somente para conquistar uma audiência. E enquanto as palavras e as informações são uma peça importante do quebra-cabeça do engajamento, incorpore essas sete dicas e técnicas para a sua entrega, você estará no caminho para capturar a atenção do seu público e mudar a forma que eles pensam ou se comportam.

G. Riley Mills é o co-fundador e diretor de operações da empresa Pinnacle Performance Company e co-autor de  The Pin Drop Principle. 

Adaptado de http://www.trainingmag.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *